Como analisar uma ação? Conheça os principais indicadores!

Pretende começar a investir no mercado acionário? Então é importante saber como analisar uma ação e os indicadores mais utilizados. Veja quais são!

Investir em ações pode ser uma boa forma de diversificar sua carteira de investimentos e construir seu capital – principalmente quando se pensa no longo prazo. Contudo, saber como escolher uma empresa é determinante para fazer bons negócios.
Contar com a sorte não é recomendado quando se fala em investimentos de renda variável. Logo, estudar o mercado e as ferramentas de análise disponíveis atualmente ajuda muito na hora da tomada de decisão.
Portanto, se você quer aprender como analisar uma ação e quais são os principais indicadores usados por investidores e profissionais de mercado, basta continuar a leitura!

Qual a importância de analisar uma ação?

Aquele que pretende investir na bolsa de valores precisa ter confiança na hora de escolher os papéis que comporão seu portfólio. Por isso, não há como fazer boas escolhas sem que seja feito um estudo prévio do ativo que pretende adquirir.
Além dos riscos na renda variável serem mais altos, investir sem a realização de uma análise criteriosa aumenta o perigo de uma escolha de investimento equivocada. Muitas pessoas compram ações sem saber se elas estão baratas, caras, se é o momento de comprá-las, qual o histórico de pagamento de dividendos, etc.
Embora algumas vezes isso possa dar certo, quando a escolha sem critério dá errado, o prejuízo ou a frustração podem ser grandes. Muitos investidores podem até mesmo desistir da bolsa de valores por não alcançarem suas expectativas — deixando boas alternativas de investimento para trás.
Assim, analisar uma ação — e a empresa que a emitiu — é importante para que você consiga fazer as melhores escolhas. Com ela, você terá condições de avaliar o potencial de rentabilidade, a segurança e outras características da companhia antes de investir.

O que é análise fundamentalista?

A análise fundamentalista é uma metodologia de estudo que procura entender a situação atual de uma empresa – bem como as possíveis previsões de seu desempenho no futuro. Isso é feito com a conferência dos fundamentos da companhia.
Logo, esse tipo de análise não avalia apenas um aspecto da empresa, como saber se ela é lucrativa ou não. Ao contrário disso, a análise fundamentalista é pautada na observação de uma variedade de elementos e informações importantes sobre a companhia analisada.
Através dela é possível ter uma ideia de qual negócio possui maiores condições de crescimento e solidificação no mercado, por exemplo. Com isso, você poderá escolher as ações das empresas que mais se enquadram no seu perfil de investidor e objetivos para o longo prazo.

Quais os principais indicadores para analisar uma ação?

Ao saber a importância de analisar uma ação antes de comprá-la – e saber que a análise fundamentalista pode ajudar você nesse caminho, é imperativo conhecer os principais indicadores para analisar uma ação.
Acompanhe alguns deles a partir de agora!

LPA

O lucro por ação (LPA) é um indicador da análise fundamentalista responsável por mostrar ao investidor o valor do lucro líquido de uma companhia em relação às ações emitidas. A fórmula do LPA é bem simples:
LPA = Lucro líquido / Quantidade de ações em circulação
Essas informações podem ser obtidas no demonstrativo de resultados da companhia ou em seu balanço patrimonial. Ao usá-lo, o investidor saberá se a empresa deu lucros ou prejuízos aos seus acionistas.

P/VPA

O preço sobre valor patrimonial por ação (P/VPA) analisa a cotação da ação em relação ao patrimônio tangível da empresa. Isto é, indica o quanto o preço do papel representa entre os ativos da companhia. Sua formula é:
P/VPA = Preço por ação / Valor patrimonial por ação
Caso o resultado dessa conta esteja próximo de 1, significa que seu preço é justo. No caso de estar abaixo de 1, indica que o preço está mais baixo do que efetivamente vale. Já casos em que o resultado é maior que 1, aponta que o preço da ação está alto.

DY

O dividend yield (DY) apresenta a relação entre os dividendos pagos no decorrer de um período de 12 meses e o preço da ação. Para saber essa informação o investidor precisa dividir os valores pagos a título de dividendo no ano pela cotação atual. Veja sua fórmula:
Dividend yield = Dividendos por ação / Cotação da ação × 100
O DY é importante para quem deseja analisar e escolher uma ação para receber renda passiva ao longo do tempo. Contudo, é preciso avaliar um histórico mais longo para ter segurança. Além disso, para interpretar o número você deve saber utilizá-lo em conjunto com outros indicadores.

ROE

O return on equity (ROE) – traduzido para retorno sobre o patrimônio líquido – é um indicador que mede a capacidade de uma companhia gerar lucros a partir de seus próprios recursos. O cálculo deve levar em conta um ano fiscal completo, possuindo a seguinte fórmula:
ROE = Lucro Líquido / Patrimônio Líquido x 100
Com isso, você terá a relação percentual entre o patrimônio acumulado da empresa e o lucro gerado. Levando-se em conta que o lucro é um dos fatores de bastante relevância para um investimento, por meio do ROE é possível identificar se o negócio é lucrativo ou não.

Margem líquida

A margem líquida é a porcentagem do lucro líquido da empresa em comparação à sua receita total, sendo um indicador que demonstra qual é o lucro líquido para cada unidade de venda da empresa. Com base na seguinte fórmula:
Margem líquida = Lucro líquido / Receita líquida de vendas x 100

Liquidez corrente

O indicador de liquidez corrente mede a capacidade da empresa de cumprir com suas obrigações no curto prazo. Ou seja, serve como referência para grande parte dos pagamentos, representando a saúde do caixa da empresa. Ele é calculado assim:
Liquidez corrente = Ativo circulante / Passivo circulante

ROI

O return on investment (ROI) – traduzido como retorno sobre o investimento – é um indicador que revela os retornos financeiros da empresa, tanto potenciais quanto passados. Além disso, ele pode mostrar o quanto um investidor ganhou ou perdeu em relação ao valor aplicado.
Veja o cálculo:
ROI = Ganho obtido – Investimento / Investimento
Como você viu existem diversos indicadores fundamentalistas para analisar uma ação. O ideal é utilizar diversos deles em conjunto.
Para investidores que não possuem tempo para fazer essa análise, é possível contar com uma carteira recomendada. E, se você tem dúvidas, pode buscar uma assessoria de investimentos.
Quer conhecer mais sobre os investimentos disponíveis no mercado e tomar boas decisões? Entre em contato com os assessores da Elev Investimentos!