Descubra como montar uma carteira diversificada em 5 passos

Ter uma carteira diversificada é uma estratégia importante para os seus investimentos. Confira 5 passos para aplicar a diversificação em seu portfólio

Montar uma carteira diversificada é uma medida que ajuda a equilibrar os riscos e buscar um melhor desempenho para os seus investimentos. Além disso, a prática permite alinhar os aportes a diferentes objetivos e prazos, sempre considerando o seu perfil de investidor.
Mas você sabe como fazer isso? No momento de aplicar a estratégia, é normal que surjam dúvidas. Então vale a pena entender o que fazer e quais cuidados observar para montar um portfólio diversificado e que atenda às suas necessidades.
Continue a leitura e veja 5 passos para montar uma carteira de investimentos diversificada!

1. Conheça o seu perfil

O ponto de partida para diversificar a sua carteira é conhecer o seu perfil de investidor. Ele pode ser conservador, moderado e arrojado, conforme o seu nível de tolerância aos riscos.
A partir disso, será possível definir quais são as suas prioridades ao investir em relação à segurança e à rentabilidade. Essa informação também ajudará a definir a estratégia de alocação determinando qual será o percentual do capital destinado a cada tipo de investimento.
Por exemplo, um investidor arrojado pode ter grande exposição à renda variável, ao contrário de quem tem um perfil conservador.

2. Defina objetivos e prazos

A diversificação da carteira deve ser feita considerando os seus objetivos financeiros e os prazos estabelecidos. Desse modo, sempre que fizer um novo aporte, pense em qual é a finalidade do investimento.
Fazendo isso, você definirá se é possível se expor aos riscos, se há uma data em que os valores serão necessários e quais são os níveis de riscos que podem estar presentes. Logo, será mais fácil definir qual alternativa se encaixa melhor em cada objetivo.

3. Estude as opções do mercado

Se a ideia é escolher quais investimentos incluir em sua carteira, você precisa conhecer quais são as possibilidades, certo? Portanto, estude as alternativas do mercado para entender como funcionam, quais são os riscos envolvidos, o potencial de rentabilidade, os prazos e a liquidez.

4. Tenha atenção com a falsa diversificação

Uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter diferentes tipos de investimento. Mas é importante ter atenção para que isso não gere uma falsa diversificação. O conceito se refere aos casos em que existem diversos ativos na carteira, mas eles estão expostos aos mesmos riscos.
Nessa situação, eles apresentarão movimentos semelhantes diante das oscilações do mercado, não trazendo o efeito esperado ao diversificar a carteira. Portanto, tenha cuidado para escolher alternativas que sejam descorrelacionadas.

5. Conte com uma assessoria

Por fim, para ter mais facilidade ao montar uma carteira diversificada, conte com uma assessoria de investimentos. O serviço proporciona o suporte de profissionais certificados, com conhecimento e experiência no mercado financeiro.
Dessa maneira, eles poderão apresentar os diferentes tipos de investimentos, conforme o seu perfil e objetivos, além de esclarecer todas as suas dúvidas. Logo, você terá mais segurança para tomar as suas decisões ao alocar os recursos financeiros.
Seguindo estes 5 passos, ficará mais fácil manter uma carteira diversificada e alinhada às suas necessidades. Assim, será possível adotar estratégias para reduzir os riscos e aumentar o potencial de rendimento dos seus aportes para conquistar os seus objetivos financeiros.

Precisa de suporte para conhecer as opções de investimentos para uma estratégia de diversificação? Entre em contato conosco e converse com um de nossos assessores!